Promoção Grátis

sábado, 7 de novembro de 2009

A queda do muro de Berlim está completando 20 anos. A separação entre as duas Alemanhas simbolizou durante décadas a divisão do mundo depois da 2ª Guerra Mundial.
Estados Unidos x União Soviética, capitalismo x comunismo, Leste x Oeste. Rivalidades que impulsionaram a Guerra Fria, mas que acabaram se enfraquecendo em diversos países do Leste Europeu.
Um após o outro foram caindo os regimes totalitários na Polônia, Hungria, Tchecoslováquia, Bulgária, Romênia e Alemanha Oriental.
Mas enquanto relembramos as imagens marcantes da queda do muro de Berlim, muitos outros lugares do mundo continuam divididos, separados por uma construção que acentua as diferenças entre dois países ou territórios.
Um dos mais polêmicos é o muro que separa Israel da Cisjordânia. A construção da barreira começou em 2002 e a justificativa do governo israelense foi de que era necessário proteger seus cidadãos de ataques palestinos, mas muitos moradores da Cisjordânia veem a separação como um muro de apartheid.
Para combater outro tipo de problema, a imigração ilegal, o governo americano construiu um muro metálico que cobre um terço da fronteira do país com o México. Agora o muro está ganhando o reforço tecnológico de uma barreira virtual, feita com detectores infravermelhos, câmeras, radares e torres de controle.
Até no Brasil há muros que geram debate, como os que circundam várias favelas do Rio de Janeiro. O governo estadual diz que o objetivo das construções é proteger a mata atlântica, mas muitos defendem que os muros servem para separar ricos e pobres.
Você acha que há razão para que ainda haja muros de separação ao redor do mundo? Eles podem ser justificados de alguma forma? É possível pensar em um mundo sem fronteiras? Como você acha que a queda do muro de Berlim influenciou a história mundial?
 
Fonte: El mundo / Web Rádio Gospel
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on " "

Postar um comentário

Postagens populares