Promoção Grátis

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Colômbia vai enviar 2.500 homens à região de confronto com as Farc

BOGOTÁ - O governo colombiano enviará 2.500 homens para o sudoeste do país, região na qual nove militares foram mortos na última terça-feira em confrontos com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). O envio de tropas é um dos 14 itens de um plano de combate à organização elaborado por um conselho de segurança chefiado pelo ministro da Defesa, Gabriel Silva, e pelos principais comandantes das Forças Armadas.Entre as medidas está o pagamento de uma recompensa de até dois bilhões de pesos (cerca de US$ 1 milhão) pela captura dos dois mais importantes chefes das FARC na região, Miguel Ángel Pascua Santos, conhecido como "Sargento Pascua", e Édgar López Gómez, o "Pacho Chino". Além disso, haverá a criação de 12 batalhões de soldados provenientes da zona rural; a instalação de forças especiais urbanas nos municípios de Corinto (onde aconteceu o confronto de terça-feira), Toribio e Caloto; a instituição do Comando Conjunto do Pacífico, que reunirá forças do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Outro item da lista determina a fundação de um Centro de Coordenação de Ação Integral, similar ao já criado na localidade de Macarena, no centro-sul do país, uma região antigamente dominada pelas FARC e na qual o governo se impôs através de programas voltados à comunidade.
Vários analistas concordam em dizer que a região sudoeste do país, palco do ataque de terça-feira, é uma zona estratégica porque faz parte de um corredor, localizado no Cañon de Las Hermosas, que dá mobilidade às Farc no caminho entre as regiões sul e central da Colômbia.
Em termos de baixas em combates com a guerrilha, o confronto que resultou na morte dos nove militares foi o pior revés do ano para o governo de Álvaro Uribe.

Fonte: JB / http://www.webradiogospel.com/




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina

Colombia will send 2,500 men to the region for talks with the FARC
BOGOTA - The Colombian government will send 2,500 men to the southwest of the country, a region in which nine soldiers were killed on Tuesday in clashes with the Revolutionary Armed Forces of Colombia (FARC). Sending troops is one of the 14 items of a plan to combat organization established by a Security Council headed by Defense Minister Gabriel Silva, and the main commanders of the Armadas.Entre measures is to pay a reward of up to two billion pesos (about $ 1 million) for the capture of the two most important leaders of the FARC in the region Pascua Miguel Angel Santos, known as "Sergeant Pascua," and Edgar López Gómez, the "Pacho Chino." There will also be the creation of 12 battalions of soldiers from the rural area, the installation of special forces in the urban cities of Corinth (where the clash happened on Tuesday), Toribio and Caloto, the establishment of the Joint Command of the Pacific, which gather forces of the Army, Navy and Air Force. Another item in the list determines the foundation of a Center for Coordination of Integral Action, similar to that already established in the town of La Macarena in the central south of the country, a region once dominated by the FARC and the government which was imposed through programs designed to community.
Several analysts agree in saying that the region southwest of the country, the scene of the attack on Tuesday, is a strategic area because it is part of a corridor, located in Cañon de Las Hermosas, which gives mobility to the FARC on the road between the southern and central Colombia.
In terms of casualties in fighting with the guerrillas, the confrontation that resulted in the deaths of nine soldiers was the worst setback of the year for the government of Álvaro Uribe.
Fonte: JB / http://www.webradiogospel.com/
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Colômbia vai enviar 2.500 homens à região de confronto com as Farc"

Postar um comentário

Postagens populares