Promoção Grátis

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Autoridade Palestina adia eleições previstas para janeiro de 2010

RAMALLAH — A Autoridade Palestina decidiu nesta quinta-feira adiar sine die as eleições gerais previstas para o próximo mês de janeiro, devido à impossibilidade de organizá-las na Faixa de Gaza, controlada pelos radicais islâmicos do Hamas.
"Lamento anunciar que infelizmente, as eleições serão adiadas", declarou o chefe da comissão eleitoral, Hanna Nasser, durante uma entrevista coletiva em Ramallah, na Cisjordânia.
"Ficou evidente para todos nós que as eleições na Faixa de Gaza provavelmente não acontecerão", admitiu Nasser.
No fim de outubro, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, convocou eleições legislativas e presidenciais para o dia 24 de janeiro de 2010 em todos os territórios palestinos.
Porém, o Hamas, que dirige a Faixa de Gaza desde junho de 2007, anunciou logo em seguida que proibiria a realização da votação em seu território, qualificando a decisão de Abbas de "ilegal e inconstitucional".
O Hamas contesta a legitimidade de Abbas, argumentando que, segundo a Lei Fundamental palestina, seu mandato presidencial expirou em janeiro deste ano.
Vencedor das últimas eleições de 2006, o movimento radical islâmico ainda afirmou que estas eleições "acontecem sem acordo nacional" de reconciliação entre as duas principais facções palestinas.
"A decisão da comissão eleitoral palestina era esperada, pois as condições para o sucesso destas eleições não estavam reunidas", disse Abu Zuhri, porta-voz do Hamas.
A Autoridade Palestina e o Hamas mantêm um conflito aberto desde que o movimento islâmico tomou à força a Faixa de Gaza expulsando os membros do Fatah, dirigido por Abbas.
Em fevereiro deste ano, as duas partes iniciaram um diálogo de reconciliação sob a mediação do Egito, mas ainda não conseguiram chegar a um consenso. Um acordo redigido pelo Cairo e assinado apenas pelo Fatah prevê o adiamento das eleições para o dia 28 de junho de 2010.
Quarta-feira, em discurso pronunciado por ocasião do quinto aniversário da morte do líder histórico Yasser Arafat, o presidente Abbas "estendeu novamente a mão" ao Hamas para uma "reconciliação nacional". A proposta, porém, foi imediatamente rejeitada.
O adiamento das eleições acontece num momento em que a Autoridade Palestina passa por uma grave crise política, depois da decisão de Abbas de não solicitar um segundo mandato presidencial nas próximas eleições devido à falta de progressos nas negociações de paz.

Fonte: AFP / http://webradiogospel.com


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina

Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Autoridade Palestina adia eleições previstas para janeiro de 2010"

Postar um comentário

Postagens populares