Promoção Grátis

sábado, 24 de outubro de 2009

Irresponsabilidade de Médicos. Soldado recebeu pulmões de fumador e morreu.

Um soldado britânico em serviço no Iraque morreu um ano depois de ter sido submetido a um transplante hospitalar de pulmões e ter recebido os pulmões de um fumador activo, conta o jornal inglês Guardian.
Matthew Millington, de 31 anos, foi para o Iraque em 2005 e aí foi-lhe diagnosticada uma doença incurável, e fatal se não tivesse um transplante de pulmão.
O transplante duplo foi realizado em Abril de 2007 no Hospital Papworth, em Cambridge, mas, menos de um ano depois, os médicos descobriram um tumor nos pulmões.

Apesar de radioterapia, Millington morreu em Fevereiro de 2008. A análise divulgada agora revelou que o pulmão tinha sido doado por um fumador que consumia entre 30 a 50 cigarros por dia. Para agravar, os medicamentos imunossupressores, com vista a facilitar que o organismo de Millington aceitasse os pulmões, acelerou o crescimento do câncro.

Uma porta-voz do hospital, que o jornal considera uma referência no Reino Unido nesta especialidade, explicou que não era fora do comum a utilização dos pulmões dos fumadores, acrescentando que todos os órgãos estão "rigorosamente seleccionados", antes de um transplante. "Temos um forte histórico de resultados de alta qualidade e este é um caso extremamente raro."

O Guardian conta também que, no ano passado, houve 146 transplantes de pulmão no Reino Unido e 84 pessoas morreram enquanto aguardavam na lista de transplante, valores que piorariam se entre os dadores não incluíssem fumadores.

Fonte: Ciência Hoje / Web Rádio Gospel
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Irresponsabilidade de Médicos. Soldado recebeu pulmões de fumador e morreu."

Postar um comentário

Postagens populares