Promoção Grátis

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Ministra Lésbica Encaminha-se de Novo ao Tribunal da Igreja

Uma sacerdote presbiteriana aposentada está enfrentando processo terça-feira pela manhã, por realizar cerimônia de casamento de mesmo sexo na Califórnia
Esta é a segunda vez que a Rev. Jane Adams Spahr, a lésbica ativista, foi à corte por violar a lei da Igreja.

Anteriormente, em 2008, ela foi inocentada de má conduta pelo Supremo Tribunal da Igreja Presbiteriana (EUA), a Comissão Judiciária Permanente da Assembléia Geral. O Supremo Tribunal tinha revertido uma decisão pelo comitê judicial regional que encontrou Spahr culpada de haver cometido uma falta quando ela conduziu cerimônias para dois casais de lésbicas em 2004.

Novas acusações foram trazidas contra ela por leigos anônimos depois que Spahr oficializou os casamentos de 16 casais de gays e lésbicas durante o breve perído em que o casamento homossexual era legal na Califórnia, entre Junho e Novembro de 2008. A ministra de São Francisco tem sido acusada de publicamente, intencionalmente e repetidamente violar a lei denominacional.

Recordando o tempo em que proprocionou o casamento aos casais, Spahr disse no The Peter Collins Show que seus amigos se aproximaram dela, pedindo que ela oficializasse suas cerimônias.

“Eles perguntaram-me porque eu era uma pastora e eles puderam ir à corte civil, mas eles disseram que queriam que fosse eu que fizesse," disse Spahr ao programa de rádio.

"O que fazemos na Igreja Presbiteriana ou Igrejas é que você tem a autoridade civil e, em seguida, podemos pronunciar," explicou. “Entao eu pronunciei-os em nome do Estado e em nome da Igreja. “Eu tinha que dizê-lo em nome da Igreja, porque é uma questão da minha fé... e da vocação que tenho."

De acordo com os advogados de Spahr, ela enfrenta julgamento por representar as uniões de pessoas do mesmo sexo que ela presidiu como matrimônios.

O PC(USA) é a maior denominação Presbiteriana do país com mais de 2 milhões de membros. A Igreja define como casamento a união entre um homem e uma mulher e o órgão legislativo mais alto da mesma votou em Julho para manter essa definição.

Spahr tem sido uma sacerdote da ordem Presbiteriana há 36 anos. Ela se aposentou do Ministério em tempo integral em 2007.

O órgão The Presbytery for the Redwoods, de gestão local da PC(USA), está retendo o julgamento na Igreja Presbiteriana Covenant em Napa, Califórnia.

Fonte: Cristian Post / http://webradiogospel.com.br
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Ministra Lésbica Encaminha-se de Novo ao Tribunal da Igreja"

Postar um comentário

Postagens populares