Promoção Grátis

sábado, 21 de agosto de 2010

Depois da gripe suína,Bactéria multirresistente pode causar novo problema global de saúde

Uma nova bactéria resistente a quase todos os tipos de antibióticos foi detectada em 37 pessoas do Reino Unido. Estes pacientes deslocaram-se à Índia ou Paquistão, onde foram submetidos a intervenções cirúrgicas. Os médicos alertam para o crescimento do “turismo de saúde”, dizendo que as operações no estrangeiro podem contribuir para a propagação de bactérias multiresistentes, originando graves problemas de saúde. A revista médica The Lancet publica um artigo sobre estas bactérias.

iGoospel.com - Portal gospel com notícias,música,videos,chat,bate-papo evangélico e muito mais acesse: www.igoospel.com / www.chat.igoospel.com / www.busca.igoospel.com.

Trinta e sete pessoas que se deslocaram a países asiáticos para serem operadas deram entrada em hospitais britânicos, com um novo tipo de bactéria resistente a quase qualquer tipo de antibióticos. As enterobacteriaceae são bactérias que podem causar infecções do aparelho gastrointestinal e de outros órgãos do corpo e produzem uma enzima do tipo NDM-1.

A super-bactéria é resistente até aos antibióticos geralmente reservados para emergências e ao tratamento de infecções multirresistentes. Apenas os antibióticos tigeciclina e colistina combatem a enzima.

"Com este género de bactéria, esgotamos quase todos os antibióticos. Apenas dois podem combater esta bactéria e um deles não é muito eficaz. Não irão existir novos antibióticos disponíveis em dez anos. Se permitirmos que estas infecções subsistam sem tratamento adequado, iremos presenciar provavelmente algumas mortes", afirmou Timothy Walsh, da Universidade de Cardiff, que no ano passado detectou a bactéria num doente sueco que tinha sido hospitalizado na Índia.

Potencial problema de saúde pública mundial

Quarenta e quatro casos positivos do tipo NDM-1 foram identificados no Estado de Tamil Nadu (Sul da Índia) e 26 no Estado de Haryana (Norte), existindo ainda registos de casos em outras regiões indianas, no Bangladesh e no Paquistão.

A procura dos serviços médicos destes países por turistas ocidentais poderá contribuir para a sua propagação. Além do Reino Unido, a NDM-1 já foi detectada na Austrália, Canadá, Estados Unidos, Holanda e Suécia.

Os investigadores alertam para o facto de o turismo de saúde, em que o objectivo de quem dá entrada no país é recorrer a serviços como a cirurgia estética, está a conquistar cada vez mais americanos e europeus.

"A NDM-1 tem um forte potencial para se transformar num problema de saúde pública mundial, sendo necessária vigilância internacional coordenada", escreveram os autores de um artigo, publicado esta quarta-feira na revista médica The Lancet Infectious Diseases.

Apesar de os casos identificados serem relativamente poucos, o docente de genética molecular na Universidade de Birmingham, Christopher Thomas, alerta para a potencial "vaga de resistência antibiótica" que se avizinha. Thomas, que não integrou a equipa de investigação, considera que ainda existe capacidade para evitar este cenário.

A solução passa, na sua perspectiva, por mais apertada vigilância e procedimentos de controlo de infecções, como a lavagem das mãos.

Fonte: TV1 / iGoospel / http://webradiogospel.com.br
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Depois da gripe suína,Bactéria multirresistente pode causar novo problema global de saúde"

Postar um comentário

Postagens populares