Promoção Grátis

domingo, 25 de abril de 2010

Cantora gospel beija meninas. - E você, beijaria alguém do mesmo sexo, "só por curtição"?

Aos 15 anos ela cantava Aleluias e louvores a Jesus. Hoje, aos 23, ela canta que beijou uma garota e gostou, mas foi só para experimentar! É Katy Perry, uma americana que já alcançou o topo das paradas de sucesso nos Estados Unidos e Inglaterra com o hit "I kissed a girl". Você já deve ter ouvido a música ou assistido o clipe, pois no Brasil as rádios estão executando a canção direto.

Katy tem um estilo pin-up e é filha de pastor. Lançou seu primeiro álbum em 2001, ainda como cantora gospel, com o nome de Katy Hudson, munida de cabelos loirinhos e uma carinha angelical. Em 2004 ela mudou o nome para Katy Perry e teve algumas de suas músicas produzidas por The Matrix, que já gravaram com Britney Spears e Korn.

Ela diz que apesar de ter mudado sua visão sobre algumas coisas com relação à vida cristã, ela ainda acredita em Deus e tem fé. Mas com certeza a forma que ela encontrou de se relacionar com Deus é muito mais aberta e sem as amarras do cristianismo-evangélico convencional, já que ela canta que beijou uma menina, é fã do filme Lolita e admira o cantor Freddie Mercury (homossexual assumido que faleceu no ano de 1991, em decorrência da AIDS).
Mas Katy não está causando polêmica apenas entre os cristãos que desaprovam suas novas músicas e estilo. O novo hit da cantora é "Ur so Gay", em que ela critica um garoto que, apesar de não ser gay, usa mais maquiagem que ela e é fresco demais. Isso irritou alguns grupos homossexuais, como o site http://www.thenewgay.net/, mas agradou a outros, como a revista lésbica inglesa Diva. Quanto a isso, Katy diz que algumas pessoas não entenderam o contexto da canção "Ur so gay".
Voltando à letra de "I kissed a girl", um trecho diz o seguinte, "Eu beijei uma garota, apenas para experimentar/ Eu espero que meu namorado não se importe". Esse negócio de meninas beijarem outras meninas, mesmo não sendo lésbicas ou assumidamente bissexuais, não é novidade. Não é uma atitude que se veja abertamente por aí, mas não é raro quem já tenha beijado ou conhece alguém que beijou. Claro que ainda choca, sejam celebridades ou simples anônimas.
Mas é estranho perceber que isso dificilmente aconteceria entre os homens. Você consegue imaginar Justin Timberlake beijando o Timbaland em um Video Music Awards, como fizeram Madonna e Britney Spears, em 2003? Ou então Eminen e 50 Cent dando um selinho, só para causar? Isso não acontece! Aliás, homens que dão selinho em outros homens só os ultra-mega-hiper modernetes, ou se forem Gil e Caetano, mas mulheres dando selinhos ou beijões têm aos montes por aí.
Será que esse negócio de mulheres se beijando é mais um ítem do machismo de nossa sociedade, já que os homens heterossexuais, em geral, gostam de ver duas mulheres se agarrando, mas ficam "com nojinho" só de pensar em assistir Brokeback Moutain? (Um amigo meu chegou a afirmar que lesbianismo não conta como homossexualidade!) Ou as mulheres são mais abertas para experimentar e têm menos receio de beijar uma pessoa do mesmo sexo? Você acha que muitos homens gostariam de fazer também, mas morrem de medo de gostar? É só uma modinha? Vontade de aparecer? Tédio? O que você, caro leitor e carésima leitora, acham disso tudo? Já beijaram? Querem beijar? Boca não tem sexo?

Fonte: Internetey / http://webradiogospel.com.br
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Cantora gospel beija meninas. - E você, beijaria alguém do mesmo sexo, "só por curtição"?"

Postar um comentário

Postagens populares