Promoção Grátis

domingo, 6 de dezembro de 2009

Pastores de igrejas não registradas são presos

Cristãos condenados sob falsas acusações são presos quando iam protestar ataque a uma igreja

Cinco pastores foram presos sem nenhuma justificativa na província chinesa de Shanxi quando estavam a caminho para registrar queixa sobre a demolição do prédio de sua igreja, por um período de três a sete anos.

Em uma das medidas mais opressivas contra cristãos nos últimos anos, a líder da igreja doméstica Yang Rongli foi presa por sete anos por “ocupar ilegalmente terra agrícola” e “atrapalhar a ordem de transporte por reunir pessoas”, de acordo com a China Aid. Ela e quatro outros pastores foram sentenciados no dia 25 de novembro na Corte do Povo no distrito de Raodu, cidade de Linfen.

O marido de Yang recebeu uma sentença de três anos sob a mesma acusação da esposa. Já Cui Jiaxing foi sentenciado a quatro anos e meio e Yang Xuan a três anos e meio. Zhang Huamei foi condenado a quatro anos de prisão por “atrapalhar a ordem de transporte por reunir pessoas”.

Os pastores estavam entre os líderes da Igreja Fushan presos pelos oficiais da província de Shanxi, do Escritório da Segurança Pública no dia 25 de setembro quando foram a Pequim protestar contra um ataque na congregação na cidade de Linfen. Logo pela manhã do dia 13 de setembro, cerca de 400 policias uniformizados e civis carregando pás, bastões, tijolos e outras armas, espancaram membros da igreja que estavam.

Com o envolvimento de muitos oficiais da região de Fushan no ataque, vários cristãos ficaram machucados, reportou a China Aid. De acordo com o jornal Epoch Times, um parente de um membro da igreja obteve licença para construir a fábrica de sapatos e permitiu que o grupo se reunisse lá, uma vez que a igreja estava crescendo rapidamente e o prédio não suportava mais que 400 pessoas.

“Punir um inocente líder de igreja doméstica com sete anos de aprisionamento é a sentença mais séria desde 2004, quando o pastor Zhang Rongliang, líder da igreja doméstica Henan recebeu em período de pena similar”, disse o presidente da Chia Aid, Bob Fu em uma declaração para a mídia. “Condenamos essas sentenças injustas, que são baseadas em acusações falsas.”

Caracterizando o julgamento como uma farsa, Fu disse que o caso demonstra claramente uma piora na liberdade religiosa na China e convocou a comuidade internacional, incluindo a administração dos Estados Unidos para expressar sua preocupação sobre o assunto.

“A conduta da corte durante o julgamento indica claramente que o governo decidiu baseada no veredito e o preparou antecipadamente”, disse Fu em sua declaração. “Os promotores públicos mostram mais de mil páginas de “prova” relacionadas a esse caso, mas os advogados de defesa só puderam analisar cerca de 50 páginas antes do julgamento.”

Os pastores Yang e Wang puderam falar rapidamente com seus filhos durante o recesso. “Eles encorajaram os meninos a permanecerem firmes em sua fé em Cristo”, disse Fu.

Os dois pastores lideram a Igreja Fushan, que é parte de uma forte rede de igreja doméstica em Linfen e nos vilarejos próximos há mais de trinta anos.
“A prisão não justificada dos líderes da Igreja Fushan, as detenções e as severas sentenças após a destruição em massa do prédio no dia 13 de setembro marca uma das piores atitudes contra os líderes da igreja doméstica na última década.

Fonte: O Verbo / http://webradiogospel.com

Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Pastores de igrejas não registradas são presos"

Postar um comentário

Postagens populares