Promoção Grátis

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Frentista morre esmagada por pedra de 30 toneladas em posto de Ibiraçu

Um caminhão carregando com três pedras de granito, de 30 toneladas cada uma, perdeu o controle na manhã desta quarta-feira, na BR 101, no município de Ibiraçu. O veículo invadiu um posto de gasolina e derrubou uma das pedras. Uma frentista morreu esmagada.

No momento do acidente, Carina Carla Machado, de 19 anos, estava abastecendo o caminhão de Renato Augusto Silva. Por pouco, ele também não foi atingido pela pedra. "Parei para abastecer e estava limpando o carro, conversando com a menina que morreu. Eu acabei de limpar do lado dela e falei: "Enquanto você termina de abastecer eu vou tomar um banho. Eu entrei no caminhão. Quando eu botei a toalha nas costas eu escutei aquele barulho e eu vi aquele caminhãozinho apontar do lado. Quando ele apontou correndo, eu pulei", contou o caminhoneiro.

O caminhão invadiu o posto e, com a queda da pedra de granito, além da morte de Carina, a bomba de combustível foi arrancada, o teto do posto derrubado e a cabine do caminhão de Renato destruída.
Antes de invadir o posto, o caminhão chegou a atingir a caminhonete do lavrador Maciel Estevão, que estava estacionada. "Eu estava esperando um rapaz que trabalha comigo. Foi quando eu vi a carreta desgovernada. Nisso, eu vi ela tombar. Foi quando a pedra caiu e matou a frentista. Se o DNIT não colocar quebra mola aqui, vai acontecer mais e mais", reclamou.
Após acertar a caminhonete, o veículo tentou desviar da rampa da troca de óleo, o momento em que a pedra caiu. "Ela está lonada e sem amarração e a lei federal pede amarração", denunciou o caminhoneiro Luiz Alberto Croce.
A família da frentista não permaneceu no local do crime. Segundo o fotógrafo Rodrigo Barbosa, amigo da família, eles estão muito abalados. "A mãe dela está no hospital, sedada. Uma coisa que não esperava. Saiu de casa para trabalhar e acontece uma tragédia dessas", lamentou.
Segundo a delegada Andréia dos Santos, o motorista do caminhão que causou o acidente se apresentou à polícia. "Nós estamos aguardando a ocorrência da Polícia Rodoviária Federal para que possamos tomar as providências pertinentes". Segundo o chefe do Núcleo de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Edmar Camata, os caminhoneiros e transportadores utilizam a lona para ludibriar a fiscalização. "Não tem necessidade de uma rocha estar lonada. A própria fiscalização fica prejudicada e você não vê que tipo de produto está sendo transportado". A equipe de reportagem da Rede Vitória tentou entrar em contato com o DNIT, mas até o fechamento desta reportagem, não obteve resposta.



Fonte: Folha Vitória / http://webradiogospel.com
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Frentista morre esmagada por pedra de 30 toneladas em posto de Ibiraçu"

Postar um comentário

Postagens populares