Promoção Grátis

domingo, 6 de dezembro de 2009

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - TÍTULO: “DAVI E A RESTAURAÇÃO DO CULTO A JEOVÁ”

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

LIÇÃO 11 - DIA 13/12/2009

TÍTULO: “DAVI E A RESTAURAÇÃO DO CULTO A JEOVÁ”

TEXTO ÁUREO - I Cr 16:5

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Cr 16:7-14

I - INTRODUÇÃO:

•Quem se assenta num banco de Igreja aparenta ser um adorador. Mas, muitas vezes não o é! Quantas refeições têm sido planejadas na hora solene do culto!? Quantos negócios têm sido planejados, rascunhados e contratos fechados nas mentes daqueles que lotam os bancos da casa do Senhor, aparentando serem adoradores!? Tenhamos cuidado, pois A ADORAÇÃO A DEUS É UMA ORDEM!: I Cr 16:29; Sl 95:6; 99:5
II - DEFINIÇÃO DE ADORAÇÃO:

- Há duas palavras no A. T. significando ADORAÇÃO:

- (A) - Uma delas, em certos lugares, tem o sentido de “FAZER REVERÊNCIA”, “INCLINAR-SE”. Daí, ADORAÇÃO significa “RESPEITO E HONRA PRESTADOS A UMA PESSOA DE DISTINÇÃO” (Dn 2:46, 3:5).

- (B) - A outra, usa-se a respeito do culto ao Senhor, bem como a culto prestado a outros deuses ou objetos de reverência. Neste sentido, ADORAÇÃO significa “CULTO OU VENERAÇÃO QUE SE PRESTA À DIVINDADE OU OBJETOS DE REVERÊNCIA” (Gn 24:26; Ex 34:14; Dt 4:19; Is 44:15, 17, 19; 46:5-7).

- No N. T. a palavra ADORAÇÃO significa, na sua origem, “BEIJAR A MÃO DE ALGUÉM, COMO SINAL DE CONSIDERAÇÃO, FAZENDO-SE UMA INCLINAÇÃO RESPEITOSA”. Por exemplo, temos as seguintes passagens bíblicas: ADORAÇÃO A DEUS (Mt 4:8-10); REVERÊNCIA PARA COM JESUS CRISTO (Lc 8:26-28); e CULTO IDÓLATRA (At 7:42-43 cf Apc 9:20; 14:9-10; 22:8-9)

- Com estes dois significados, temos o conceito essencial de ADORAÇÃO: “SERVIÇO ou TRABALHO EFETUADO PELOS ESCRAVOS OU EMPREGADOS”. A fim de prestar adoração a Deus, os Seus servos devem prostrar-se, em sinal de temor reverente, admiração, respeito e honra, que são atitudes próprias de um verdadeiro adorador.

III - O LUGAR DO CULTO:

•De início, o culto se fazia em todo lugar onde fosse levantado um altar ao Senhor. Mais tarde, o culto ficou restrito ao lugar determinado por Deus:• (1) - O TABERNÁCULO - Entre os israelitas, o Tabernáculo funcionava como um santuário portátil, onde se realizava o culto público, durante a peregrinação no deserto, até o reinado de Salomão; representava o templo de Deus e o lugar de Sua habitação - Ex 35:11-19; 40:34 cf Hb 8:2; 9:11.

• (2) - O PRIMEIRO TEMPLO - O próprio Deus mandou que fosse construído para o Seu encontro com o povo (I Cr 17:4-12); no entanto, somente no reinado de Salomão foi que Deus permitiu a construção (I Cr 21:28-30 cf I Cr 22:1); a planta geral era idêntica a do Tabernáculo, mas as medidas eram em dobro e as ornamentações mais ricas (II Cr 3; 4). Este templo foi dedicado por Salomão para o culto a Deus (I Rs 8:12-66); sofreu vários estragos e foi reduzido a cinzas pelos babilônios (II Rs 25:9-17);

•(3) - O SEGUNDO TEMPLO - foi reconstruído no tempo de Zorobabel, sendo completado e dedicado a Deus no ano 516 a. C., permanecendo durante 500 anos. (Ed 6:3, 12, 15-18). Nesta época, a Arca do Concerto desapareceu e o Santo dos Santos estava vazio de tudo que era visível; estava ocupado somente pela presença do Deus invisível. Porém, o culto foi restabelecido.
• (4) - O TERCEIRO TEMPLO - Foi construído por Herodes, o Grande, no ano 67 a. C. com a finalidade de tão-somente agradar os seus súditos e ganhar popularidade. Este templo foi destruído no ano 70 de nossa era pelos exércitos do general Tito; seus tesouros foram levados triunfalmente para Roma. No seu lugar atualmente, está edificada a célebre Mesquita de Omar, sobre a rocha sagrada do Monte Moriá. Em Ezequiel, capítulos 40 a 48, está registrada a visão do novo templo do Senhor que será construído para a restauração da glória de Deus no meio do Seu povo.

IV - AS DIVERSAS PARTES DO CULTO NO ANTIGO TESTAMENTO:

•O desejo de Deus é que o Seu povo seja santo e mantenha comunhão com Ele, que é um Deus Santo. Deste modo, era necessário que o povo realizasse certas cerimônias que implicavam em purificação, consagração e separação, tendo como objetivo a Santidade. Portanto, o culto na Antiga Aliança consistia de OFERTAS e FESTAS SAGRADAS. Vejamos:
• (1) - CHAMAMENTO - O povo era chamado a comparecer perante um Deus Santo (Ex 35:1);

• (2) - CONVITE À SANTIFICAÇÃO - O povo era convidado a se santificar pelo oferecimento de ofertas, quais sejam: ofertas queimadas (holocausto); oferta de manjares; ofertas de paz ou de graça; ofertas pelos pecados e ofertas pelas ofensas e transgressões. (Lv 1; 2; 3; 4; 5:1-6; 7)

• (3) - SANTIFICAÇÃO E CONSAGRAÇÃO - O povo era convidado a tomar uma atitude de santificação e consagração através das “santas convocações” ou festas sagradas, que eram as seguintes: Sábado Semanal (Lv 23:3; 25:3-7); Pães Asmos ou Festa dos Tabernáculos (Lv 23:4-8); Pentecostes (Lv 23:15-25) e Comemoração do Ano do Jubileu (Lv 25:8-18)

•Logo, por meio de todo esse ritualismo podemos vislumbrar os propósitos do culto:
•(A) - Visão da santidade de Deus;
•(B) - Visão do pecado do homem e da sua necessidade de perdão;
•(C) - Sentimento de gratidão diante de um Deus gracioso e misericordioso;
•(D) - A visão da mensagem de Deus;
•(E) - Dedicação ao Deus soberano.
•Foram exatamente as mesmas experiências registradas no encontro de Isaías com Deus no templo e de Pedro e os outros discípulos com o Senhor Jesus - Is 6:1-8 cf Lc 5:1-11.
V - O CULTO NO NOVO TESTAMENTO:

•Leiamos I Cor 14:26; Ef 5:18-21; Cl 3:16-17
• SALMOS - Hinos do Antigo Testamento cantados ao som de instrumento de cordas, como a harpa.

• DOUTRINAS - Exposição sistemática e lógica das verdades extraídas da Bíblia, visando o aperfeiçoamento espiritual do crente.

• REVELAÇÃO - Manifestação sobrenatural de uma verdade que se achava oculta.

• LÍNGUAS - Capacidade de se falar de maneira sobrenatural concedida pelo Espírito Santo, visando a consolação, exortação e edificação dos santos.

• INTERPRETAÇÃO - Exposição, explicação e esclarecimento de um determinado texto das Sagradas Escrituras.

• DOM DE INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS - Dom sobrenatural concedido pelo Espírito Santo, cujo principal objetivo é transformar as línguas estranhas numa mensagem de edificação, exortação ou consolação à Igreja.

• HINOS - Cânticos de louvor a Deus.

• CÂNTICOS ESPIRITUAIS - Hinos cantados em línguas estranhas que, quando interpretados, continham palavras de exortação. A partir da interpretação, a Igreja Primitiva usava-os nos cultos.

VI - OS PRINCIPAIS ELEMENTOS DO CULTO NO N.T.:

- Estes elementos são os meios usados pelo adorador para expressar o culto ao Senhor.

1) A BÍBLIA SAGRADA - Ela é a Palavra de Deus. Ela é o elemento mais importante do culto cristão, pois TODOS OS ATOS DE ADORAÇÃO DEVEM ESTAR BASEADOS NA PALAVRA DE DEUS. As verdades bíblicas devem modelar o ato de culto, bem como as idéias e o comportamento do adorador (I Sm 15:22-23; Mt 15:9). A bíblia aparece no culto sob diversas formas. As principais são:

A) A LEITURA (INDIVIDUAL, CONJUNTA ou ALTERNADA) - I Tm 4:13; I Ts 5:27; Apc 1:3

B) A PREGAÇÃO - Lc 4:16-30

C) O CÂNTICO (CONGREGACIONAL, CORAL, CONJUNTOS, SOLOS) - Cl 3:16

D) AS SAUDAÇÕES - II Cor 1:-6; e

E) AS BÊNÇÃOS PASTORAIS - II Cor 13:13

2) A ORAÇÃO - Orar é cumprir uma ordem do Senhor (Lc 18:1; I Ts 5:17). A oração é indispensável ao cristão, que deve praticá-la individualmente e coletivamente (Mt 6:5-8; At 12:12 cf Rm 8:15; Gl 4:6). A Bíblia ensina que a oração faz parte do culto particular e público.

3) A MÚSICA - Também se destaca como um elemento indispensável ao culto. A Igreja sempre usou hinos e cânticos na expressão do seu culto (Rm 15:9; I Cr 14:15; Ef 5:19; Cl 3:16; Tg 5:13; Apc 5:9; 14:3; Mt 26:30)

4) OS SACRAMENTOS - Os sacramentos são santos sinais e selos do pacto da graça, imediatamente instituídos por Deus, para representar Cristo e os seus benefícios e confirmar o nosso interesse nele, bem como para fazer uma diferença visível entre os que pertencem à Igreja e o resto do mundo, e, solenemente, obrigá-los ao serviço de Deus em Cristo, segundo a Sua palavra. HÁ SOMENTE DOIS SACRAMENTOS INSTITUÍDOS POR JESUS:
A) O BATISMO - Mt 28:19; e

B) A SANTA CEIA - Mt 26:26-30.

5) OFERTAS e DÍZIMOS - Os atos de ofertar e dizimar fazem parte do culto; são partes de nossa devoção a Deus, de nosso compromisso com a pregação do Evangelho; integram e são inseparáveis da nossa adoração; ofertar sempre foi um elemento integrante da adoração a Deus e uma expressão de fidelidade (Dt 12:4-7; Ml 3:10; Mc 12:41-44; II Cr 8:12-18; Hb 13:16).

VII - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

•O fim principal do homem é glorificar a Deus e fazer o que Ele manda. Este é também o propósito da Igreja no culto que oferece ao Senhor. Esse propósito se constitui do seguinte:
•(1) - Louvar a Deus - Sl 84:4;
•(2) - Edificar a Igreja pela Palavra e pela oração - Sl 84:1-12; I Cor 14:4-26;
•(3) - Fazer discípulos por meio da proclamação da Palavra e pelo ensinamento das doutrinas do Senhor - Mt 28:19-20;
•(4) - Expressar a unidade do povo de Deus - At 2:13-14, 46
FONTE DE CONSULTA:

•Revista Educação Cristã - Vol. IX - SOCEP - Sociedade Cristã Evangélica de Publicações Ltda
•Idem - volume I
Fonte: http://webradiogospel.com

Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - TÍTULO: “DAVI E A RESTAURAÇÃO DO CULTO A JEOVÁ”"

Postar um comentário

Postagens populares