Promoção Grátis

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

PS recusa referendo para casamentos ‘gay’

Referendo sobre casamentos homossexuais neste momento não. Foi esta a posição expressa pelo líder parlamentar do PS, Francisco Assis, que recusou a proposta do deputado do CDS-PP Ribeiro e Castro que contempla um referendo.
'Não faz qualquer sentido estar agora a promover um referendo. Para mais já se verificou no país que o referendo é um modelo de organização da decisão política habitualmente pouco participado', argumentou Francisco Assis, depois de uma reunião do Grupo Parlamentatr do PS. O líder parlamentar afastou ainda a hipótese da adopção de crianças por casais do mesmo sexo. Interrogado sobre o calendário para a discussão deste tema em plenário da Assembleia da República, Francisco Assis disse que os casamentos entre pessoas do mesmo sexo serão objecto de uma proposta de lei, mas rejeitou “ficar refém de qualquer compromisso temporal”.
BE: AR TEM COMPETÊNCIA PARA LEGISLAR SOBRE MATÉRIA
Helena Pinto, do Bloco de Esquerda, considerou esta quarta-feira "completamente descabida" a possibilidade de referendo para a questão dos casamentos homossexuais, afirmando que a Assembleia da República tem competência para legislar sobre a matéria.
BISPO DO PORTO DEFENDE REFERENDO
D. Manuel Clemente, bispo do Porto, defendeu a realização de um referendo, como forma de promover o debate sobre o assunto na sociedade portuguesa. Na Figueira da Foz, onde participou na tertúlia "125 minutos com...", o bispo argumentou que o "casamento enquanto instituição familiar, quando comparado com os casamentos homossexuais, possui um outro significado histórico".

Fonte: Correio / Web Rádio Gospel
Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "PS recusa referendo para casamentos ‘gay’"

Postar um comentário

Postagens populares