Promoção Grátis

sábado, 14 de novembro de 2009

Carro-bomba mata dez no Paquistão

Taleban promete mais ações - Pelo menos dez pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas depois da explosão de um carro-bomba em um posto policial da cidade de Peshawar, no Paquistão, neste sábado. De acordo com as autoridades locais, o veículo explodiu quando policiais se aproximavam para revistá-lo. O ataque ocorreu em Pishtakara, um dos principais pontos de entrada da cidade para quem vem das áreas tribais na fronteira com o Afeganistão.
"Eu vi que havia uma discussão com o motorista e, de repente, uma explosão me jogou no chão com estilhaços que me atravessaram as costas", contou o policial Malik Jehangir, que estava no posto. Pelo menos um dos mortos é um policial.
Imagens de TV mostraram uma grande coluna de fumaça sobre o bairro de Pushta Khara em Peshawar e os restos de vários carros.
Localizada perto da fronteira com o Afeganistão, Peshawar tem sido alvo de ataques desde o início da grande ofensiva do Exército paquistanês no Waziristão do Sul, a região considerada bastião do grupo radical islâmico Taleban no país. O grupo já reivindicou a autoria não só do atentado deste sábado como também do de sexta-feira (13), que devastou a sede do serviço secreto do Paquistão, conhecido como ISI, também em Peshawar. No ataque à sede do ISI, mais 17 pessoas morreram e quase 40 ficaram feridas.
"Nós assumimos a responsabilidade dos ataques suicidas nas barragens rodoviárias de Bannu e Peshawar e contra a ISI. Lançaremos tantos ataques que o presidente, o primeiro-ministro e o governador não poderão nem se sentar em seus palácios", afirmou por telefone à agência de notícias France Presse o porta-voz do Taleban paquistanês, Azam Tariq.

Em um comunicado, o ministro de Assuntos Exteriores paquistanês, Shah Mehmood Qureshi, afirmou que "atos de barbárie só conseguirão fortalecer o compromisso" do governo "de lutar contra o terrorismo".
O Paquistão é palco de uma onda sem precedentes de atentados, cometidos em sua maioria por suicidas do Movimento dos Talebans do Paquistão (TTP), que causaram 2.500 mortes em pouco mais de dois anos. Os ataques e atentados suicidas no noroeste paquistanês mataram mais de 400 pessoas em um mês.


Fonte: Folha / http://webradiogospel.com/

Taliban vows more action - At least ten people died and 20 were injured after the explosion of a car bomb at a police station in the city of Peshawar, Pakistan on Saturday. According to local authorities, the vehicle exploded when police approached to search him. The attack occurred in Pishtakara, one of the main entry points of the city for those coming from the tribal areas bordering Afghanistan.

"I saw I had an argument with the driver, and suddenly, an explosion threw me on the ground with shrapnel that went through my back," said the officer Malik Jehangir, who was in office. At least one of the dead is a cop.
Television footage showed a large column of smoke over the neighborhood of Peshawar Pushto Khara and the remains of several cars.
Located near the border with Afghanistan, Peshawar has been under attack since the beginning of the great offensive of the Pakistani army in South Waziristan, a region considered a bastion of the radical Islamic Taliban in the country. The group has claimed responsibility for the attack not only on Saturday but the Friday (13), which devastated the headquarters of Pakistan's secret service, known as the ISI, also in Peshawar. In the attack on the headquarters of the ISI, another 17 people died and nearly 40 wounded.
"We take responsibility for the suicide attacks on roadblocks in Bannu and Peshawar and against the ISI. We will launch many attacks that the president, prime minister and the governor can not even sit in their palaces," he said in a telephone news agency AFP spokesman of the Pakistani Taliban, Azam Tariq.

In a statement, the Foreign Minister of Pakistan, Shah Mehmood Qureshi, said that "acts of barbarism only be able to strengthen the commitment" of the government "to fight terrorism."
Pakistan is the scene of an unprecedented wave of attacks, perpetrated mostly by suicide of the Movement of Taliban Pakistan (TTP), which caused 2,500 deaths in just over two years. The attacks and suicide bombings in northwestern Pakistan killed more than 400 people in a month.

Fonte: Folha / http://webradiogospel.com/

Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Carro-bomba mata dez no Paquistão"

Postar um comentário

Postagens populares